Saúde Básica em Belém

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

É dar um passo para fora de um dos bangalôs históricos e já cair
na rua. As calçadas estreitas do Reduto obrigam a andar de pés bem juntos e
fazer fila indiana pra não esbarrar no pedestre que vem na direção contrária. O
velho bairro operário mantém um bocado da estrutura e o inconfundível cheiro da
Fábrica da Phebo¹, mas pra onde se olha lá estão as evidências do século atual,
década de 10.

 

Salve, Reduto!

Entre uma fábrica e outra,
um mural multicolorido do Sebá Tapajós e de outros grafiteiros. Jovens de camisas
xadrez, calça skinny, óculos de aro grosso, um Iphone na mão e um croissant na
outra no balcão da mercearia da esquina. Gente vestida com roupa de academia
carregando pneus de caminhão: é uma aula ao ar livre do estúdio de crossfit
logo ali. Todo mundo tem lugar no Reduto. Inclusive o Gustavo Aguiar, natural
de Ourém do Pará, jornalista e criador do site Reduto CULT.

 

“Quando tava pensando em um
nome (para o site), tive essa ideia de brincar com o bairro, que vive uma
explosão cultural e que me deixou mais perto dessa cultura depois que eu vim
pra Belém”, conta. “Mas também quis falar que o site seria esse reduto pra
cultura daqui”. Com pouco mais de um ano de vida, o endereço eletrônico virou
esse ponto de encontro entre quem curte e quem faz cultura na capital e no
Estado como um todo. Banda de rock, brega, cúmbia, espetáculo teatral de grupo
independente, ilustradores, dançarinos, clowns, uma galera que “tá começando a
formar seu público, desenvolver sua linguagem artística”, como define Gustavo.

Eu entendo que a cultura é a única coisa que ainda liga as
pessoas umas às outras. Tu olhas a cidade e não se reconhece em muita coisa, na
política, nas capas dos jornais, nas manchetes da televisão

 

Ele próprio é um amante de
tudo que envolva cultura e também um iniciante, no jornalismo e em Belém. “Eu
conheço a cidade desde 2010, então ainda tô encarando um processo de
descobrimento” diz. “Sou jovem e esse processo só tem feito com que eu mudasse
toda a minha visão cultural e geográfica da cidade”.

Jornalismo cultural

O
desejo em trabalhar com jornalismo e cultura é que deu o start que fez nascer o
Reduto CULT. Hoje, junto com o Gustavo, tem uma equipe de comunicadores na
batalha não só para retratar a produção cultural da região, mas pra que mais
pessoas se interessem e entrem na atividade. “O REDUTO CULT quer incentivar a
especialização de jornalistas para trabalhar com cultura, promovendo eventos de
formação”, afirma.

 

Continue lendo...

Educação Básica

Após 400 anos de história, como estão as condições estruturais das escolas de educação básica de Belém? Essa foi a pergunta que levou o Outros

Transporte nas Ilhas

Dona Margarida Alves Correa Gouveia, moradora da ilha do Combu, contempla o furo da Paciência todos os dias com a mesma intimidade com que observa

Educação Básica em Belém

É dar um passo para fora de um dos bangalôs históricos e já cair na rua. As calçadas estreitas do Reduto obrigam a andar de