Uma semana para os fortes de Belém

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

É dar um passo para fora de um dos bangalôs históricos e já cair
na rua. As calçadas estreitas do Reduto obrigam a andar de pés bem juntos e
fazer fila indiana pra não esbarrar no pedestre que vem na direção contrária. O
velho bairro operário mantém um bocado da estrutura e o inconfundível cheiro da
Fábrica da Phebo¹, mas pra onde se olha lá estão as evidências do século atual,
década de 10.

 

Salve, Reduto!

Entre uma fábrica e outra,
um mural multicolorido do Sebá Tapajós e de outros grafiteiros. Jovens de camisas
xadrez, calça skinny, óculos de aro grosso, um Iphone na mão e um croissant na
outra no balcão da mercearia da esquina. Gente vestida com roupa de academia
carregando pneus de caminhão: é uma aula ao ar livre do estúdio de crossfit
logo ali. Todo mundo tem lugar no Reduto. Inclusive o Gustavo Aguiar, natural
de Ourém do Pará, jornalista e criador do site Reduto CULT.

 

“Quando tava pensando em um
nome (para o site), tive essa ideia de brincar com o bairro, que vive uma
explosão cultural e que me deixou mais perto dessa cultura depois que eu vim
pra Belém”, conta. “Mas também quis falar que o site seria esse reduto pra
cultura daqui”. Com pouco mais de um ano de vida, o endereço eletrônico virou
esse ponto de encontro entre quem curte e quem faz cultura na capital e no
Estado como um todo. Banda de rock, brega, cúmbia, espetáculo teatral de grupo
independente, ilustradores, dançarinos, clowns, uma galera que “tá começando a
formar seu público, desenvolver sua linguagem artística”, como define Gustavo.

Eu entendo que a cultura é a única coisa que ainda liga as
pessoas umas às outras. Tu olhas a cidade e não se reconhece em muita coisa, na
política, nas capas dos jornais, nas manchetes da televisão

 

Ele próprio é um amante de
tudo que envolva cultura e também um iniciante, no jornalismo e em Belém. “Eu
conheço a cidade desde 2010, então ainda tô encarando um processo de
descobrimento” diz. “Sou jovem e esse processo só tem feito com que eu mudasse
toda a minha visão cultural e geográfica da cidade”.

Jornalismo cultural

O
desejo em trabalhar com jornalismo e cultura é que deu o start que fez nascer o
Reduto CULT. Hoje, junto com o Gustavo, tem uma equipe de comunicadores na
batalha não só para retratar a produção cultural da região, mas pra que mais
pessoas se interessem e entrem na atividade. “O REDUTO CULT quer incentivar a
especialização de jornalistas para trabalhar com cultura, promovendo eventos de
formação”, afirma.

 

Continue lendo...

Simbora!

A semana que antecede o Natal é uma loucura, muita correria e pra diminuíres o ritmo e relaxares temos muito cinema! Mas antes, pra quem

Simbora!

O clima de Natal e Ano Novo está contagiando a cidade e foi aberta a temporada de confraternizações e festas de encerramento. Então te joga

Simbora!

Cinema, teatro, música… Esta semana Belém é um caldeirão cultural! Programa na agenda pra não perder nenhuma atração. ___________________________________________________________________________ Segunda-feira (05) O Cinema de Samuel