Infografite

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Um novo formato para um outro jornalismo. Cores, formas e informação estarão articuladas na mais nova seção do Portal Outros 400. Infográfico e grafite juntos.       

Rompe Mato, Vence Tudo e Quebra Ferro acordam cedo todas as manhãs. Como vigias da casa, estão atentos ao menor movimento para anunciar aos seus donos a presença de algum perigo. À beira do Furo do Paciência, na Ilha do Combu, município de Belém, os animais fiéis devem ter estranhado a chegada dos visitantes com mochilas, tintas e latas de spray naquele dia 6 de Janeiro. Rapidamente, é possível que tenham notado que algo de novo surgiria em uma das casas da família de Dona Margarida Alves Correa Gouveia, comerciante da Ilha. Certamente, novos elementos para a paisagem.



No trapiche de Dona Margarida, dois dos guardiões fizeram o corpo-a-corpo na recepção dos novos visitantes.

A equipe do Outros400 junto com os artistas plásticos do Projeto Sarará, coletivo de artes visuais, chegavam pelas águas do Rio Guamá para executar o seu mais novo produto: a seção Infografite. O nome é um neologismo que carrega uma ideia simples. Unir as linguagens de infográfico e do grafite para dar vida a um novo formato de comunicação na Amazônia. Juntar, portanto, o tradicional formato do jornalismo impresso, formado por gráficos e textos, com a alta voltagem criativa dos artistas que povoam as ruas de Belém de mensagens carregadas de cores e reflexões. Infográfico fora das páginas + Grafite com dados informativos: Eis o Infografite.

A linha editorial do Portal é clara. Lá está anunciada a opção pelos setores e temas da sociedade que são silenciados diariamente por outros meios de comunicação e medidas políticas centralizadoras. Assim será também a atuação do #Infografite. O olhar da sessão se debruçará sobre os problemas que assolam a vida dos moradores de Belém em diversos âmbitos: educação pública, saúde, artes, alimentação e história, por exemplo.  E se propõe a construir junto a essas pessoas um produto de comunicação relevante. 







Membros da Equipe do Portal Outros 400 e do Projeto Sarará: a combinação da linguagem artística e do fazer jornalístico em um novo produto para desvelar a cidade.

Para isso, serão utilizados dados científicos consultados em livros e pesquisas, informações colhidas em entrevistas, interação com as pessoas envolvidas na temática e as técnicas e criações dos artistas convidados. Os locais onde serão produzidos os murais estarão sempre associados aos temas escolhidos. Um exemplo é a primeira edição que será divulgada na próxima semana.

O nome é um neologismo que carrega uma ideia simples. Unir as linguagens de infográfico e do grafite para dar vida a um novo formato de comunicação na Amazônia.

O primeiro infografite trará a realidade do transporte da região das ilhas de Belém para o meio digital, assim como já se encontra na fachada da casa de Nildo de Oliveira e Suellen de Oliveira, o casal que aceitou participar da ideia e oferecer sua morada para o trabalho. Nildo, mais conhecido como Nicó, sua esposa Suellen e os filhos Suzane, Reinaldo e Olívia, participaram como parceiros da ação em todos os momentos. Desde a aprovação da ideia até a ajuda em guardar e transportar os equipamentos. Para Nildo, o grafite “é algo muito bom, pois deixa diferente a casa da gente. A casa fica colorida. Quando perguntaram se a gente queria, nós aceitamos logo”, relata.

Parceria
Adriano DK, Mauro Barbosa e Théo Lima são os artistas plásticos que compõem o Projeto Sarará, o coletivo que produzirá a sessão junto ao Portal. O Sarará nasceu com o objetivo de unir a linguagem visual da cultura popular do Pará – com referências às comunidades do Baixo Amazonas, presentes no trabalho de Mauro Barbosa; o Boi de Máscaras de São Caetano de Odivelas, no caso de Adriano DK; e a cultura marajoara, presente na estética de Théo Lima – a linguagens de intervenção urbana como o grafite.


Théo Lima, Mauro Barbosa e Adriano DK estão à frente do Projeto Sarará, o coletivo que produzirá a seção junto ao Portal.

Em julho do ano passado, Mauro e outros artistas tiveram contato com Dona Margarida Gouveia e sua família, no Furo do Paciência. Após selarem uma amizade, duas casas foram pintadas. Quando a equipe do Portal manifestou interesse em construir um infografite sobre o transporte hidroviário na região das ilhas, Dona Margarida foi logo cogitada como uma possível parceira. “No início eu tinha um pouco de receio, achava que as pessoas iam me achar muito ‘prosa’, metida. Mas depois gostei e já sou até conhecida por isso”, afirma.





Dona Margarida Goulveia aceitou que fizessem um grafite em sua casa “sem saber do que se tratava” e ganhou um belo mural com seu rosto em sua casa: “Agora, é mais quem quer”.

Foram necessários dois dias e meio para que o infografite fosse finalizado. Nesse tempo, jornalistas e artistas plásticos puderam vivenciar as particularidades da vida nas ilhas e conhecer mais de perto os problemas que essa população enfrenta. Ao fim da viagem, Rompe Mato, Vence Tudo e Quebra Ferro já nem latiam mais com tanta desconfiança.

Aguarde. Em breve, o primeiro infografite ganhará as telas do Portal Outros 400!

Continue lendo...

Guajajara

Sônia Guajajara foi recebida com um canto de saudação na sala da Associação dos Povos Indígenas Estudantes na Universidade Federal do Pará (APYEUFPA), na última