Infografite

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
A seção Infografite do Outros 400, realizada mais uma vez com o Projeto Sarará, chega ao seu segundo produto. Desta vez, as condições das escolas de educação básica em Belém vêm para o centro do debate.

Na última semana, sprays e pinceis foram mobilizados em uma escola da capital paraense. Sob o olhar de alunos e funcionários, começou a ganhar forma um painel que reúne informação e arte. Era o infografite, formato experimental que reúne jornalismo e arte de rua, realizado pelo portal Outros400, em parceria com o Projeto Sarará. O tema? Educação básica em Belém. O local? Escola de Aplicação da Universidade Federal do Pará (UFPA), o antigo NPI. Depois de planejado e executado, o resultado poderá ser conferido na próxima terça-feira, 30, no portal Outros400.

A Escola de Aplicação da UFPA foi o local escolhido para receber o segundo infografite
(Foto: Kleyton Silva)

Com o objetivo de reunir as linguagens do infográfico e do grafite, o infografite cria uma ponte entre o jornalismo e a arte de rua, mesclando os formatos informativos e artísticos. Com isso, se cria também uma relação entre os mundos on-line e off-line: as informações do infográfico estarão disponíveis nas paredes e muros e, da mesma forma, as expressões do grafite vão das esquinas para portais de notícias e redes sociais.

“Trabalhamos com o formato informativo e, depois, chegamos ao mundo da arte, criando uma relação entre os dois.”

“O interessante é que o tema de cada infografite dialoga com o local em que ele é executado, com as pessoas que passam por lá. Ele não fica restrito ao mundo digital, vai às pessoas também”, ressalta o publicitário Herôn Victor, integrante do portal Outros400. “Trabalhamos com o formato informativo e, depois, chegamos ao mundo da arte, criando uma relação entre os dois. É impressionante como a cabeça do artista dá outro sentido para o formato.”

A primeira edição do infografite foi realizado na ilha do Combu, região das ilhas de Belém. É que o tema era o transporte na região insular da capital paraense: quantidade de usuários, formas de locomoção e motivações dos moradores de ilhas como Mosqueiro, Outeiro, Combu e Cotijuba.

O artista plástico Mauro Barbosa, do Projeto Sarará, empresta seu traço para o novo formato
(Foto: Kleyton Silva)

Depois do planejamento do conteúdo, os artistas do projeto Sarará levaram dois dias para executar o painel da segunda edição do infografite. “A diferença do primeiro para o segundo é que agora funciona como um grito das deficiências que têm nas escolas. E é muito importante que tenha sido feito em uma escola”, avaliou Mauro Barbosa, artista que faz parte do projeto. “Eu acho sensacional essa ideia do infografite. Acho que é uma ideia que dá samba. O que fizemos no furo da Paciência tinha uma outra pegada. Agora trazemos esse grito de denúncia. Precisamos divulgar os problemas.”
 
“O trabalho terá um efeito muito positivo sobre os alunos, pois é uma proposta muito boa a união entre arte e conhecimento”.

Para Walter Silva, diretor da Escola de Aplicação, parceira desta segunda edição do infografite, “o trabalho terá um efeito muito positivo sobre os alunos, pois é uma proposta muito boa a união entre arte e conhecimento”. O resultado convenceu a comunidade escolar, que sempre “quis fazer algo que deixasse a escola com cara de escola, mais colorida, mais viva”, afirma o diretor, que acredita no potencial para novas parcerias, com “projetos que tenham esse caráter de mistura da educação com o grafite e as artes visuais”.
 
O trabalho foi feito por artistas que acreditam na união entre arte de rua e informação
 (Foto: Kleyton Silva)

Aplicado nas paredes da Escola de Aplicação, às margens da avenida Perimetral, o infografite pode ser visto por quem passa de ônibus pelo local. No painel, estão informações sobre quantidade de escolas, divisão por bairros, acessibilidade e disponibilidade de bibliotecas. Dentre as informações reveladas, está a de que nenhuma escola dos distritos de Icoaraci e Outeiro possuem vias com acessibilidade, por exemplo. O infografite completo será publicado em Outros400 na próxima terça-feira (31).

Continue lendo...

Guajajara

Sônia Guajajara foi recebida com um canto de saudação na sala da Associação dos Povos Indígenas Estudantes na Universidade Federal do Pará (APYEUFPA), na última